Sugestões para o uso do facebook pelos CRAS, CREAS, SCFV e outras unidades do SUAS


Para fechar a série “O que é o CRAS pelos Facebook”, hoje eu trago algumas ideias sobre a criação e manutenção do perfil pelas unidades e serviços (por ex.: Cras, Scfv e Creas). Para entender porque chegamos neste Post, sugiro a leitura dos quatro textos anteriores:

  1. O que é o CRAS segundo o Facebook – PARTE I 
  2. O que é o CRAS segundo o Facebook – PARTE II 
  3. Parte III  – Sobre as oficinas no SCFV – “O que é o CRAS segundo o Facebook e;
  4.  Grupo da melhor idade? Quem foi que disse?

Nestes textos procurei problematizar e provocar reflexões acerca das ações equivocadas desenvolvidas nos CRAS/PAIF/SCFV e que acabam sendo publicadas no perfil do facebook, o que colabora para que os usuários e os atores das demais políticas públicas tenham uma ideia errônea acerca da proteção social e consequentemente das atribuições dos técnicos de referência dos serviços, além de contribuir com a reprodução de discursos que revelam contradição com os objetivos da Política de assistência social, pautada da defesa dos direitos sociais, tendo como matriz os direitos humanos.

Sem a pretensão de ter a verdade sobre este assunto, eu arisco compartilhar algumas ideias/sugestões para qualificar o uso do facebook pelas equipes dos serviços:

Para qualificar o uso do FB pelo CREAS, CRAS, SCFV, NÃO utilize para/como:

  1. Espaço para ideias pessoais (ou expor descontentamento com os membros da equipe ou com o serviço. Essas questões devem ser resolvidas em reuniões de trabalho);
  2. Espaço para manifestação religiosa (perfil do SCFV, onde as ações do mesmo são introduzidas ou pautadas em orações!);
  3. Publicação de conteúdos “políticos partidários” (A política é de Estado e não de Governo! Vale pensar: como se sentirá um cidadão que não comunga com o partido “apoiado pela unidade” ao necessitar dos serviços?) provavelmente nem procurará e com certeza continuará com a ideia de que o CRAS ou CREAS estão só de passagem, assim como o mandato do Governo atual e assim, a ideia da Assistência social como Direito não se consolida.
  4. Reclamação e queixas sobre as políticas locais (este está ligado ao anterior, lembre-se, se é perfil da unidade pública, não é lugar para expor reprovação sobre o Governo (situações onde “quem atualiza” o perfil reprova);
  5. Compartilhamento de Posts que violam Direitos humanos, como Posts virais, memes que ridicularizam e humilham pessoas.
CRAS facebook uso

Quadro síntese as sugestões

Sugestões para um uso mais assertivo do Facebook pelo CREAS, CRAS, SCFV, Centro Pop …

  1. Compartilhar os conteúdos do MDS e da Secretaria de seu Estado, bem como dos Ministérios e Secretarias;
  2. Comunicar e informar os cidadãos, rede socioassistencial e setorial sobre os serviços e ações do CRAS, CREAS, SCFV, CadÚnico, e outras unidades;
  3. Compartilhar as publicações dos perfis da rede socioassistencial e setorial, o que ajuda na divulgação das ações e no fortalecimento da articulação (sempre atentando para o conteúdo);
  4. Publicizar ações realizadas com a divulgação de algumas fotos (não publique todas as fotos tiradas, selecione aquela (s) que mais reflete(m) o objetivo da ação);
  5. Divulgar as datas das reuniões dos Conselhos de Direitos do seu Município;
  6. Publicar pequenos textos sobre as normativas e regulamentações da Política de Assistência Social e textos sobre os objetivos dos serviços, programas e projetos também é algo útil.
  7. Os CREAS devem superar a pontualidade das atualizações de acordo com as campanhas do dia 18 de Maio e 12 de Junho, por exemplo. (como o público são pessoas que foram vítimas de violação de direito com violência, certamente tem menos conteúdo de ação para publicar, mas poderia fazer um ótimo trabalho divulgando pequenos textos sobre violência contra a mulher, reflexões sobre a desigualdade de gênero; violência contra criança e adolescentes; articulação com o Sistema de Garantia de Direitos; divulgar as atribuições do Conselho Tutelar; questões e dados sobre a violência e proteção da pessoa idosa; Divulgar ações da comissão, gestão e técnicos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil; dentre outras temáticas;
  8. A criação, atualização e produção de conteúdo devem ser acordados entre a equipe e eleger o (s) profissional (s) com mais habilidade para colaborar com a coordenação da unidade, quem considero responsável pelas publicações e pela manutenção do perfil (o perfil deve ser criado com a conta de e-mail da unidade e não com e-mail pessoal);
  9. Outra dica, não crie um perfil apenas para divulgar fotos da equipe, se for criar que seja com o intuito de potencializar a comunicação com os usuários dos serviços e com os demais trabalhadores do SUAS e os trabalhadores das demais políticas públicas.
  10. Por último, mantenha o perfil atualizado e procure interagir com os seguidores respondendo perguntas e comentários.

Espero ter ajudado! Deixem sugestões aqui também e me digam o que acharam!

Os desafios da Proteção Social (por Aldaíza Sposati)


Quer uma introdução robusta e incrível sobre a política de Assistência social? neste vídeo, Aldaíza Sposati nos conta a trajetória da assistência social e discorre sobre a constituição da proteção social e traz reflexões sobre os desafios atuais do SUAS.

Trata-se de um vídeo publicado em Março/2015 pelo Canal no Youtube “Formação PAM” que diz que: A coletânea de videoaulas “O SUAS e os desafios municipais com a migração” é um produto do Programa de Acompanhamento da Migração (PAM), realizado pela Vale no município de Canaã dos Carajás/PA, conforme descrito no Programa Básico Ambiental do Projeto Ferro Carajás S11D.

“Proteção social não se restringe a condições individuais, são também condições familiares, são condições de um conjunto de população, mas também do território onde se vive” Aldaíza Sposati

Tem outros vídeos, depois vou relacioná-los aqui também.

Hangout sobre o CREAS transmitido ao vivo pelo blog no dia 07/07


Assista pelo Blog ou pelo Canal no Youtube!

Canal do #BPS no Youtube 

Sobre o Hangout:

CREAS PAEFI Blog Psicologia no SUAS

Para saber mais sobre este Hangout, clique AQUI

Para confirmar sua participação e receber o link de transmissão para assistir através do Youtube, clique aqui

Sugestões de filmes, documentários, vídeos educativos, Legislação e sites sobre Trabalho Infantil


Considerando o dia 12 de Junho – Dia Mundial e Nacional contra o Trabalho Infantil, eu criei esta página aqui no Blog com uma lista de filmes, documentários, legislação, documentos/cartilhas e sites sobre este tema. A intenção ao organizar “listas”, como sempre aqui, é otimizar o acesso. Espero que os materiais possam ajudar nas ações de erradicação do trabalho infantil na sua cidade.

 Para ler o Post de introdução desta lista, acesse: Erradicação do Trabalho Infantil: aspectos socioculturais como barreiras

Para acessar os materiais é só CLICAR nos títulos

Legislação e Plano Nacional: 

  1. Estatuto da Criança e do Adolescente – Lei nº 8.069/90;
  2. Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (Lista TIP) — Decreto nº 6.481, de 12 de Junho de 2008;
  3. Convenção nº 182 – OIT Sobre Proibição das Piores Formas de Trabalho;
  4. Decreto nº 5.598 de 1º de Dezembro de 2005 – Regulamenta a contratação de aprendizes
  5. Guia Metodológico para Implementação de Planos de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil;
  6. Plano Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador

Cartilhas/livros:

  1. Trabalho Infantil e Justiça do Trabalho – Primeiro Olhar (TST)
  2. 50 Perguntas e Respostas sobre Trabalho Infantil: proteção ao trabalho decente do adolescente e aprendizagem (TST)
  3. Meia infância – O trabalho infanto-juvenil no Brasil hoje (ONG Repórter Brasil)
  4. Publicações sobre Trabalho Infantil disponibilizadas no site do Ministério Público do Paraná (CAOPCAE / MPPR)

Sites:

  1. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS –  PETI
  2. FNPETI – Fórum Nacional de Prevenção  e Erradicação do Trabalho Infantil
  3. Promenino
  4. Repórter Brasil
  5. Programa de Combate ao Trabalho Infantil da Justiça do Trabalho
  6. Ministério do Trabalho e Emprego
  7. Organização Internacional do Trabalho

Playlist com 20 Filmes/Documentários/Reportagens

Assista aos demais vídeos na Playlist:

Você tem sugestões? é só deixar nos comentários que acrescentarei na página.

Acompanhe o Blog pelo Facebook e receba as chamadas desses materiais e de todas as postagens!