Blog Psicologia no SUAS

Seja bem-vinda/o ao Blog de encontro para quem constrói o SUAS!

Perguntas Frequentes

Com o objetivo de otimizar o acesso de vocês ao Blog e aproveitar o máximo de informações pertinentes e inclusive oferecer retorno mais rápido,elaborei (como divulgado em outra postagem) esta página fixa com algumas perguntas e questões que estão mais recorrentes. Espero que vocês entendam e possam continuar contribuindo com o Blog e com o fazer psi, social e tantos outros’ fazeres’ nestes CRAS do Brasil todo! Vamos lá:

Pedido de envio do Projeto RET: Recolher e Transformar

O Projeto pode ser baixado clicando a seguir  PROJETO RET RECOLHER E TRANSFORMAR– e a apresentação atualizada poderá ser baixada  aqui APRESENTAÇÃO RET. O Resumo apresentado no Congresso vocês podem conferir na postagem do Blog!

Vejo que o mais importante desse projeto é demonstrar que é possível lançar mão de estratégias inusitadas para atingirmos nossos objetivos com os usuários dos serviços da Proteção Social. O que é preciso é ter uma boa dose de ousadia e disponibilidade para o novo!

 Pedido de envio de Materiais sobre CRAS, serviços e afins.

Sempre que disponibilizo um material eu cito a fonte, assim se o arquivo apresentar problema, gentileza consultar o site de origem dos materiais. Vou atentar para deixar os links mais visíveis.

 Pedido para envio de Projetos que desenvolvo no CRAS

 Entendo ser muito complicado eu enviar Projetos, pois sabemos que a realidade e demandas não se apresentam na mesma proporção e significado em cada região. E olha que são demandas da gestão e demanda da comunidade. Assim, prefiro discutir quais ações estão tendo mais êxitos com famílias, grupos etc. Até porque, que projetos são esses que deveríamos elaborar, aplicar? Temos uma diretriz acerca do PAIF, SCFV e outros. Só aí JÁ temos trabalho para o ano todo!! O que fazemos aqui é realizar um PLANO DE AÇÃO da unidade e depois um de cada técnico, tanto de nível médio quanto superior.

 Resposta aos Comentários

 Não tenho um prazo fixo para resposta aos comentários, pois depende de como está o volume de trabalho da semana/do mês… Assim, peço que ao deixar um comentário, por favor, volte para consultá-lo e manifeste, entre na discussão dos demais colegas! E lembrando sempre de ler os demais comentários, porque sua pergunta pode estar lá, bem como a resposta!

A sessão comentários é a riqueza desse Blog! Então tenho a maior satisfação em responder e compartilhar o que puder com todos! Assim, usem e abusem desse espaço.

160 comentários em “Perguntas Frequentes

  1. oi Rozana, vi seu trabalho e sou psicologa iniciante no CRAS e gostaria que você me enviasse modelo de ficha de entrevista, de encaminhamento e ficha de evolução. bem como exemplo de atividades que posso desenvolver em grupo no cras.

    Curtir

    1. Oi!! Boa tarde!!
      Também trabalho no CRAS e como você fiquei com bastante dúvidas na minha atuação no inicio!!! Passe seu mail que envio para você!!!

      Curtir

    2. Oi Jorgeane! como muita gente me pede sugestão sobre isso, vou fazer um post com esse assunto, certo? favor ir acompanhando o Blog para saber quando for publicado! um abraço
      P.s O objetivo é otimizar o tempo e facilitar o acesso dos leitores, porque vou deixar os doc. disponíveis aqui!

      Curtir

    3. Oi Rozana, sou psicologa e trabalho no CRAS, gostaria de receber seu projeto profissional que vc ficou de enviar para a Ângela!
      um abraço!
      em tempo!!!! seu Blog se tornou a nossa salvação para as duvidas e orientações q necessitamos para desbravar este universo da assistência social. Também proporciona encontros dos CRAS em todo Brasil.
      Parabnes!
      meu email: jane.pox@hotmail.com

      Curtir

      1. Oi Janete! obrigada pelo carinho e considerações!
        Quanto ao Projeto, eu não localizei! não consegui me lembrar a que se refere… desculpe-me! vou pesquisar no E-mail e ver o que enviei, ok?
        um abraço

        Curtir

  2. Olá Rozana, trabalho em CRAS desde 2008 e já passei por algumas gestões, porém na atual gestão nós psicólogos vinculados a Fundação de Assistência temos sofridos várias restrições, visto que segundo as gestoras “Não conseguimos enxergar o trabalho das psicólogas que ficam a sombra das assistentes sociais”. Chegaram inclusive a vetar nossas assinaturas em relatórios psicossociais e situacionais, alegando que somente a assistente social pode assinar este tipo de documento. Buscamos orientação no CRP que orientou que tais documentos podem e devem ser elaborados pelas equipes multidisciplinares. Claro que quando se tratar de documentação exclusiva de cada categoria deve ser elaborado e assinado separadamente (Laudos, pareceres psicológicos e outros). Nesse sentido sentimos falta de material de orientação para trabalhos coletivos como acontece nas equipes multidisciplinares, você teria alguma indicação, pois o código de ética e os manuais do CRAS não abordam a elaboração destes materiais.Abraços

    Curtir

    1. Oi Gisele,
      Infelizmente não tenho algo para indicar! mas acredito que estão fazendo a coisa certo, já acionaram o CRP e continuem afirmando e defendendo que somos trabalhadores do SUAS! e o que o mesmo não pertence a uma categoria ou outra apenas!
      um abraço e bom trabalho

      Curtir

  3. Rosana, bom dia!!! Você pode me enviar a ficha que utiliza nos grupos – “Monitoramento de Atividades”???? Em resposta a uma pergunta anterior você me disse que enviaria por email, mas não recebi.
    Aguardo seu retorno.
    Atenciosamente,
    Ana Carolina

    Curtir

      1. Olá Rozana, primeiramente, parabéns pelo trabalho tão profissional e ético que vem realizando e ainda tão generosamente dividindo com psicólogos que, como eu, estão no inicio do trabalho em Cras, mas tem a preocupação de realizá-lo com seriedade e dedicação objetivando diminuir a enorme desigualdade em nosso país. Observei nas perguntas anteriores que você disponibiliza modelos de ficha de entrevista, ficha de devolução, relatórios psicossociais e situacionais, monitoramento das atividades e relatório de entrevista individual e de visita domiciliar. Dessa forma, poderia estar enviando para o meu e-mail (patriciatribeck@hotmail.com .br), se for possível. Acredito que para um trabalho mais efetivo essa troca pode ser muito rica, pois, os modelos que temos disponíveis sempre podem ser melhorados e adaptados dependendo da situação observada e percebida. Como também a troca de experiencia de uma região para outra, gostaria de estar trocando figurinhas sobre os projetos que realizei em escola e no Programa Sentinela. Acho o seu Blog muito completo e com informações que ainda não vi em nenhum outro, assim que o descobri, não consegui mais parar de ler, confesso que estava bastante perdida sobre o que quando e como fazer e, sem duvida, a descoberta foi uma luz de esclarecimento e muitos “clicks” de realidade e vontade de começar a fazer, conscientizar, ler muito, orientar, buscar…. Também acredito que muitos outros profissionais tem mais ou menos essa sensação de direcionamento muito positiva, muito obrigada por dividir suas experiencias e demonstrar com isso que trocando experiencias e trabalhando juntos nos tornamos muito melhores! Patricia Tribeck

        Curtir

        1. Oi Patrícia!
          Muito obrigada por este comentários e feedback quanto ao alcance e utilidade do blog. Fico muito contente em saber que este espaço realmente consegue ser uma “companhia” de estudos e reflexões para os trabalhadores do SUAS.
          Quanto as fichas, vou organizar um post e compartilhar aqui.
          Um abraço e obrigada mais uma vez!

          Curtir

  4. OI ROSANA BOA TARDE!
    A GRANDE DÚVIDA COM RELAÇÃO A ATUAÇÃO DO PSICOLOGO NO CRAS NÃO QUER CALAR. COMO FICA NOSSA INTERVENÇÃO/ATUAÇÃO COM O REORDENAMENTO DO SCFV?? E COM RELAÇÃO AOS RELATÓRIOS DE ACOMPANHAMENTO FAMILIAR, NÃO SEI O QUE ESCREVER??
    OBRIGADA ( SE PUDER, RESPONDA NO MEU MAIL: crastombos@yahoo.com.br)

    Curtir

    1. Oi Cristina!
      As atribuições do técnica de referência do serviço, nãos foram alteradas (não que eu saiba) e o acompanhamento familiar se dá através do PAIF.
      Não entendi sobre escrita nos/dos relatórios!!! relatórios são respostas,encaminhamentos ou um tipo de registro, de acordo com diversas finalidades, seja para arquivo na ficha da família, seja para informar ao gestor local, ou ao MDS ( Sistema de informação sobre o serviço e sobre os usuários participantes do serviço)…

      aguardo seu retorno…

      Curtir

      1. Bom dia! Tivemos sim um reordenamento do Serviço de Convivencia e Fortalecimento de Vinculos : http://www.mds.gov.br/falemds/perguntas-frequentes/assistencia-social/psb-protecao-especial-basica/scfv-servicos-de-convivencia-e-fortalecimento-de-vinculos/scfv-2013-reordenamento.
        o Projovem deixa de existir com esta nomenclatura por exemplo.
        Com relação aos relatórios, o que é imprescindível conter num relatorio psicologico? Minha dúvida é com relação ao conteúdo. Penso que é diferente do que fazemos na clínica. Visto que devido ao maior contato com um paciente clínico, nos dá mais segurança para escrever.
        Minha preocupação é: será que em tão poucos contatos, temos condiçoes de fazer um relatorio fiel? Esta é minha dúvida.. Preciso muito de ajudaa!!

        Curtir

  5. Rosana, bom dia!!!
    Gostaria de parabenizar pelo blog!!!!
    Ele traz informações importantíssimas para a atuação no CRAS e CREAS.
    Gostaria também de saber se há algum formulário que o psicólogo do CRAS utilize para os atendimentos realizados por ele tanto individual quanto em grupo. Como esses atendimentos devem ser registrados? Você tem algum modelo de como podem ser feitos esses registros?
    Aguardo resposta.
    Ana Carolina

    Curtir

    1. Oi Ana, Feliz com o carinho recebido e pela participação! obrigada
      As equipes de CRAS irá utilizar o Prontuário SUAS, ou algum formulário/ficha/cadastro que contemple os tópicos do prontuário, ou seja, que tenha os campos segundo a realidade de cada local e serviços ofertados.
      Vou passar por e-mail, uma ficha que utilizamos nos grupos – “Monitoramento de Atividades”

      Um abço

      Ps. o E-mail será enviado final de semana e sugiro a leitura deste texto:https://craspsicologia.wordpress.com/2013/07/11/ha-funcoes-privativas-da-psicologia-no-suas/

      Curtir

  6. Olá Rosana!
    De modo semelhante as demais colegas psi, e ainda que tenha uma breve noção sobre a nossa atuação no CRAS, me vejo sem propriedade para práticas mais especificas. Portanto aguardo um auxilio sobre a referida proposta de atuação.
    Atenciosamente, Marcos Morais

    A

    Curtir

    1. Oi Marcos, tudo bem? acho que não compreendi sua colocação, quais práticas específicas? e qual é a proposta referida?
      Como você cita que tem uma breve noção, sugiro a leitura dos textos…documentos relacionados nos links a seguir:
      https://craspsicologia.wordpress.com/leitura-cras-e-creas/papel-do-psicologo-no-cras/

      https://craspsicologia.wordpress.com/papel-do-psicologo-no-cras/

      https://craspsicologia.wordpress.com/papel-do-psicologo-no-cras/trabalho-no-cras-sua/

      https://craspsicologia.wordpress.com/2013/07/11/ha-funcoes-privativas-da-psicologia-no-suas/

      Curtir

  7. Olá, Rosana gostaria de saber se vc tem algum livro de dinâmica(vivências) que possa indicar para fazer com grupos do projovem(7 a 19 anos), e com as famílias para fortalecer vinculos ou ate mesmo fortalecer auto estima…ou indicar alguma atividade que possa ser desenvolvida com esses grupos??
    Gostaria de tirar uma dúvida, esse atendimento com psicólogo no CRAS é uma acolhida, é mais pra gente dá orientações sobre os serviços e encaminhar qd necessário, e conhecer mais sobre a dinâmica familiar, é como uma entrevista inicial para depois encaminhar para o lugar certo ou tem mais alguma coisa que podemos fazer, pq eu sei que não é terapia né mesmo?????? Tem alguma coisa que podemos trazer da clinica para usar no Cras? Na hora das visitas tem algum instrumental para seguirmos??
    Ps. gostaria de saber seu email para me comunicar com vc.
    Ps.sou psicóloga e trabalho no Cras a pouco tempo.
    Obrigada

    Curtir

    1. olá Rozana!continuo com inumeras duvidas ainda sobre a nossa atuação no CRAS apesar de ter lido muito a respeito continuo me perguntando se estou no caminho certo…e compartilho dsa mesmas duvidas que a Aline e gostaria muito de receber, mais uma vez, sua ajuda…desde ja agradeço e lhe parabenizo pela generosidade em doar um pouco de seu conhecimento conosco. Que Deus continue te abençoando e te dando tempo pra postar mais e mais conteudo….rsrsrsrs bjos e brigadinha

      Curtir

      1. Oi Claúdia! imagina, faço com muito amor e é um prazer poder dividir um pouco com vocês! e obrigada pelas preces me desejando mais tempo, rsrs! preciso mesmo!!
        Veja a resposta ao comentário de Aline! e pode deixar suas impressões também… vamos dar sequência a este assunto… bjos

        Curtir

    2. Oi ALine, obrigada pelo comentário!
      bom tem um link aqui no blog com sugestões de livros, dê uma olhada nas opções, talvez ajude,mas de qualquer forma vou relacionar alguns livros que tenho:

      DINAMICAS DE GRUPOS E JOGOS
      Autor: Vilmabel Soares
      Editora: Vozes

      Dinâmicas para Desenvolver o Crescimento Pessoal e Coletivo
      1a. edição,
      Canísio Mayer
      Vozes

      Dinâmicas de Grupo e Textos Criativos – Canísio Mayer

      Psicologia das relações interpessoais Almir del Prette e Zilda A.P. del Prette Editora: Vozes

      Mas você pode procurar dinâmicas em outras fontes, como sites, livros,porque é difícil indicar algo muito especifico, porque depende do tema que será trabalhado, não é?
      Link com relação de outros livros:https://craspsicologia.wordpress.com/2013/03/02/livros-para-a-atuacao-no-suas-cras-creas/

      Aline, antes de seguir respondendo, queria saber o que você já leu acerca do SUAS – PNAS – CRAS – PAIF….
      Mas não posso esperar quanto “Tem alguma coisa que podemos trazer da clínica para usar no Cras?” A ESCUTA. Esta é nossa principal ferramenta de trabalho e precisamos usá-la! porque para encaminhar, orientar precisamos saber qual o sentido terá para a família (as), e o que nos indicará isso? A ESCUTA! famílias que vivenciam a mesma situação de vulnerabilidade não têm que receber a mesma resposta/direção… e isto nos leva a preocupar com a qualidade dos serviços ofertados, porque para conhecer e identificar a relação que a família estabelece com a situação vulnerável e quais são suas expectativas de saída/ou não desta dinâmica, exige da equipe técnica muito desdobramento e tempo! por isso acompanhamento familiar é tão difícil e ainda não temos resultados tão significativos para indicar o impacto social de nossas ações.
      Bom, por ora é isso! Até breve!

      Curtir

  8. Ola…..sou Psicóloga do CRAS e enfrento as mesmas dificuldades que vcs….. gostaria que também me enviasse o material, fiquei feliz por encontrar o blog e penso que juntos poderemos melhorar nossa forma de atuação!

    Curtir

  9. Boa Noite!Rozana mas uma vez Parabéns por esse trabalho tão informativo estamos sempre sabendo das novidades,e ai estou perdida no reordenamento,ja fiz varias leituras e ainda tenho muitas dúvidas se vc pudesse me orientar eu agradeceria muito.muito obrigada!

    Curtir

  10. Rosana gostaria saber da pratica do AS na area hospitalar. Se vc tem algum material que possa mem ajudar ou se vc pode tirar minhas dúvidas. o que posso fazer para melhorar o ambiente, e de pequeno porte e um interior.

    Curtir

  11. Bom dia! Gostaria de saber mais detalhadamente no que realmente consiste o CRAS(o que realmente ele pode fazer para o cidadão? qual a real assistência social que ele dá ao cidadão?)? Eu li no site e entendi que o CRAS funciona como identificador de risco e viabiliza ao cidadão, a consequência da resolução do seu problema e o suprimento da sua necessidade, uma vez que, essa necessidade, seja interpretada como fator de risco e de importância dos orgãos assistenciais à resolver. É isso mesmo?

    PS.: Peço desculpas se minha pergunta foi controversa ou fugidia.

    Curtir

  12. olá Rozana Fonseca…te peço com urgencia algumas informações sobre o psicólgo do cras,onde gostaria de saber:o profissional só pode atender quem é PBF e quem é do Cadastro único? quanto tempo no mínimo é pra ser feito um acompanhamento com o usuário?desde já agradeço,um abraço.sou coordenadora apenas faz 30 dias e estou sem entender.RN

    Curtir

    1. Oi Patrícia! bem-vinda aqui e espero que participe sempre!
      O PAIF, serviço obrigatório ofertado nos CRAS, segundo a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, atende prioritariamente este público :
      USUÁRIOS: Famílias em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, do precário ou
      nulo acesso aos serviços públicos, da fragilização de vínculos de pertencimento e sociabilidade e/ou
      qualquer outra situação de vulnerabilidade e risco social residentes nos territórios de abrangência
      dos CRAS, em especial:
      – Famílias beneficiárias de programas de transferência de renda e benefícios assistenciais;
      – Famílias que atendem os critérios de elegibilidade a tais programas ou benefícios, mas que ainda
      não foram contempladas;
      – Famílias em situação de vulnerabilidade em decorrência de dificuldades vivenciadas por algum
      de seus membros;
      – Pessoas com deficiência e/ou pessoas idosas que vivenciam situações de vulnerabilidade e risco social.

      COmo vcoê relata que tem 30 dias de coordenação,sugiro que você apreenda todos os documentos relacionados neste link aqui:https://craspsicologia.wordpress.com/papel-do-psicologo-no-cras/, ( dou ênfase para a Tipificação – http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/publicacoes-para-impressao-em-grafica/tipificacao-nacional-de-servicos-socioassistenciais/arquivos/livro-tipificacao-nacional-internet.pdf/download e ao caderno de orientações – http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/protecaobasica/Orientacoes%20Tecnicas%20sobre%20o%20PAIF%20-%20Trabalho%20Social%20com%20Familias.pdf/download
      Em seguida:https://craspsicologia.wordpress.com/papel-do-psicologo-no-cras/

      com certeza muitas dúvidas serão sanadas!

      Um abraço e que espero que você possa desenvolver um ótimo trabalho com a equipe!

      Curtir

      1. Olá Rozana Fonseca sou psicóloga e gostaria de receber as fichas que são utilizadas no Cras e mais informações pois comecei a trabalhar no Cras recentemente e tenho muitas dúvidas. Olha você também está de parabéns por essa iniciativa de ajudar as pessoas. Que Deus te conserve sempre humana. Abraços.

        Curtir

        1. Oi Jacqueline, eu não tenho fichas pra encaminhar, mas quanto aos materiais do cras veja nas categorias e páginas aqui mó Blog, utilize o área de pesquisa que ficará mais fácil de encontrar. Obrigada pelo apoio!

          Curtir

  13. OLÁ ROSANA BOA TARDE. PRIMEIRO GOSTARIA DE PARABENIZA-LA PELO SEU TRABALHO E AJUDA A OUTROS PROFISSINAIS. ESTOU TRABALHANDO EM CRAS MAS COMO MUITOS COLEGAS AQUI ESTOU COM MUITAS DUVIDAS COM O TRABALHO. PRIMEIRO: FIQUEI SABENDO QUE ALGUNS PROFISSIONAIS FAZEM ATENDIMENTO INDIVIDUAL NO CRAS, MAS PELO QUE LI A RESPEITO ESSA PRATICA NO CRAS NÃO É ADEQUADA. ME ESCLAREÇA POR FAVOR. OUTRA DUVIDA QUE EU TENHO É SOBRE A PARTE BUROCRATICA DO TRABALHO DO PSICOLOGO DO CRAS. QUE PAPEIS TEMOS QUE PREENCHER, SE TEMOS QUE ENVIAR RELATORIO MENSAL PARA ALGUM ORGÃO POR FAVOR ME ESCLAREÇA SOBRE ISSO. DESDE JÁ AGRADEÇO.

    Curtir

    1. Oi Jacyara, Obrigada pela visita e participação!
      Sim, o atendimento do psicólogo no CRAS não é clínico e se o individual que você se refere for isso, está inadequado. Há o atendimento – acompanhamento particularizado preconizado pelo PAIF, Veja o caderno de Orientaçõe PAIF -Vol. II http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/protecaobasica/Orientacoes%20Tecnicas%20sobre%20o%20PAIF%20-%20Trabalho%20Social%20com%20Familias.pdf/download – principalmente as Pags. 21/51/60
      ATENDIMENTO E ACOMPANHAMENTO ÀS FAMÍLIAS NO ÂMBITO DO PAIF
      O Psicólogo irá realizar as atividades de atribuição do técnico de nível superior conforme NOB-RH – NOB- SUAS – e o caderno de orientações citado acima. Assim como toda a equipe, o psicólogo irá produzir relatórios mensais, tanto quantitativo quanto qualitativo, o mesmo é apresentado à coordenação do CRAS e a SMAS ( Departamento ou coordenação de Proteção Social Básica.
      Espero ter ajudado!
      um abraço

      Curtir

  14. Olá Rosana,gostaria de saber se o filme onde mora a esperança é um filme que fala sobre a família.E parabéns pelo seu blog ele é ótimo,pois,trabalho na área da Assistência Social em Fortaleza.Sou educadora Social e trabalhamos com o SCFV.Aguardo sua resposta e um grande abraço!!

    Curtir

    1. Oi Daniela! bem-vinda aqui! feliz por receber mediação de educadores sociais! obrigada pela sua participação!
      Eu não assisti esse filme 😦 , não vou poder ajudá-la! quem sabe da próxima, um abraço!

      Curtir

  15. oi Rozana. Vi que vc respondeu a uma colega que mandaria para ela um material sobre a parte mais prática da atuação do psicologo no CRAS. Se for possível, envie para meu e-mail tbm!
    Tenho lido bastante, mas vejo que ainda estou deficiente na parte prática!!
    Muito obrigada!! Suas respostas são bem esclarecedoras!!!
    Parabéns!!!

    Curtir

      1. Boa tarde!
        Tenho entrado no seu blog para esclarecer alguma dúvidas de meu recente ingresso na psicologia social. Não estou conseguindo encontrar modelos de fichas de avaliacao, entrevista para pacientes que desejam por exemplo, fazer laqueadura… Se você puder disponibilizar alguns modelos, eu ficaria muitíssimo agradecida. meu e-mail: cristinatombos@hotmail.com
        Parabéns pela sua iniciativa!!! Já indiquei seu blog para várias pessoas!!!

        Curtir

        1. Oi Cristina! é, estamos nos falando também pelo e-mail, não é?
          eu não tenho modelo de avaliação nestes casos. Diante desta demanda exemplificada por você, é realizado um atendimento particularizado (e cadastro PAIF, caso ainda não tenha) com o objetivo de analisar o nível de acesso aos serviços públicos pela usuária/família; repassar orientações e informações relevantes sobre o serviço PAIF e fluxo com a rede setorial; verificar se a usuária já procurou a UBS e porque ainda não conseguiu fazer o procedimento (se estiver dentro dos critérios) – as informações como se é beneficiária do BF é relevante, quantos filhos, etc.
          Como providências, o CRAS encaminhada (com acompanhamento) esta usuária para o NASF, onde a equipe do mesmo será a equipe de orientação juntamente com a UBS – planejamento familiar. [a avaliação para esta finalidade não é competência do psicólogo do PAIF]
          Caso o seu Município não tenha NASF – Núcleo de Apoio à Saúde da Família, deve-se articular/encaminhar para a UBS – equipe de planejamento familiar/Atenção Básica – SUS

          Curtir

  16. Boa noite Rozane! gostaria de parabénizar pela sua ecxelente divugação dos materias, onde podemos aprimorar os nossos conhecimentos. aproveitando o ensejo gostaria de pedir a vc para mandar o caderno de Orientações Técnicas sobre o PAIF – Famílias e Proteção Social Básica do SUAS”, vol. 3. obrigada….. simone

    Curtir

  17. Oi Rozana estou iniciando agora no Cras sem nenhuma experiencia e ja li o material disponivel no seu blog me ajudou muito, mas ainda estou insegura com relacão a prática, por exemplo como é o atendimento, quais os papéis burocráticos que temos que preencher no SUAS web…como iniciar, por onde iniciar o trabalho no cras?

    Desde já Muito obrigada que Deus continue te iluminando para nos ajudar sempre mais e mais Aguardo resposta

    Curtir

    1. Oi Bárbara, obrigada pela participação! sua pergunta é muita boa porque reforça o que já estou querendo escrever sobre o trabalho, mas é muito ampla para eu poder responder por aqui!
      como eu disse para outra colega – Eu tenho um projeto profissional, a ser lançado este mÊs, que vem suprir essa demanda mais ampla e complexa dos colegas! envio eum e-mail pra você depois!
      um abraçoe bom trbalho!

      Curtir

      1. Bom dia! Por favor, gostaria de ter acesso à esse material que você elaborou sobre as práticas do psicólogo no CRAS. Como faço? Obrigada por estar disponível às nossas dúvidas. Parabéns por este espaço! Abç

        Curtir

  18. Olá Rozana,estou encantada com seu blog.Parabéns !!! Gostei muito da postagem sobre Prontuário do SUAS,e lendo o material percebi que ele menciona um Manual de Instruções para utilização do Prontuário SUAS.Gostaria de receber esse manual por e-mail ticianacandido@hotmail.com

    Abraços e desde já agradeço.Pessoas iluminadas como vc fazem a diferença no nosso dia.
    Ticiana

    Curtir

  19. Olá Rozana, sou psicóloga em uma instituição privada em caxias do sul RS, que recebe recurso público para termos o SCFV de 06 a 15 anos… Estou com a missão de estruturar o papel da psicologia no SCFV porém estou com muitaaaaaa dificuldade, se você pudesse me ajudar. Meu email é isa_210984@hotmail.com
    Obrigada, bojos

    Curtir

  20. ola Rozana!
    trabalhei 1 ano em um cras,onde tinha um numero maior de atendimento individual,tentei implantar alguns trabalho de grupo,mas não aceitaram…agora entrei em outra prefeitura onde tenho todo espaço, para fazer com que funcionam um cras como deve ser,mas encontro-me com dificuldade, já li os matérias que vc indicou no seu blog do mds,gostaria que vc enviasse mas sugestão pelo Email,de como devo começar a implantar.

    Curtir

    1. Oi Ângela, fica dificil dar um retorno sobre isso, porque eu não sei como é estruturada a proteção social no seu Municipio, o que já vinha funcionando e quais são suas ideias.
      Infelizmente não vou conseguir te ajudar!
      Eu tenho um projeto profissional, a ser lançado este mÊs, que vem suprir essa demanda mais ampla e complexa dos colegas! envio eum e-mail pra você depois!
      um abraço

      Curtir

  21. Ola, adoro seu blog…tb vou iniciar agora no Cras sem nenhuma experiencia e ja li o material disponivel no seu blog mas ainda estou insegura com relacao a pratica, por exemplo como é o atendimento…como iniciar, por onde iniciar o trabalho no cras?
    obrigada

    Curtir

    1. Oi Aline! obrigada por participar do blog!
      O início é bem dificil mesmo, mas os documentos listados geralmente ajudam um pouco e dão um norte para o trabalho.
      A sua questão é tema para um post/texto mais detalhado ( o qual vou fazer em breve) mas posso colocar que quando sabemos qual é a proposta, quem são o público alvo da política pública de proteção social – e no caso de CRAS – proteção social básica fica mais fácil para entedermos o que devemos executar e qual nosso papel no CRAS.
      Você leu os documentos relacionados neste link? https://craspsicologia.wordpress.com/leitura-cras-e-creas/papel-do-psicologo-no-cras/
      Nesta página está disponível os principais materiais para apreendermos acerca da proteção social.
      um abraço e vamos nos falando! bom trabalho

      Curtir

  22. Oie, tudo bem? Rozana como muitos que vi por aqui o meu problema é o mesmo: estou iniciando no CRAS sem nenhuma experiencia e com muita vontade de fazer diferença…o inicio ta muito complicado, nao sei como começar…tem sempre que ser grupal? tem sempre que ter dinamicas?que tipos de projetos se usa? a população sao crianças, adolescentes/jovens e idosos…preciso de ajudaaaaaaaaa!!!!!!meu email é claudimarlima@hotmail.com e quem quiser me add pra troca de experiencias sera muito bem vindo!
    Ah mais um comentario: que bom que o CRAS está se espalhando e muitos psicologos estao com duvidas e vontade de aprender…é assim que vamos fazer um bom trabalho, termos nosso trabalho dignamente reconhecido e mudar um pouco a cara desse Brasil!

    Curtir

    1. Oi Claúdia! sucesso no trabalho! com disponibilidade fica mais fácil fazer um bom trabalho sim!
      Eu sugiro a leitura dos materias que estão disponiveis no link https://craspsicologia.wordpress.com/leitura-cras-e-creas/ MAS
      principalmente os documentos deste link: https://craspsicologia.wordpress.com/papel-do-psicologo-no-cras/.
      Tenho certeza que ajudará muito e você conseguirá ter uma visão geral da proteção social básica – do Cras.
      Comece pela Tipificação http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/publicacoes-para-impressao-em-grafica/tipificacao-nacional-de-servicos-socioassistenciais/arquivos/livro-tipificacao-nacional-internet.pdf/download
      um abraço e vamos nos falando!
      sucesso!

      Curtir

  23. Olá Rosana, bom dia!Adorei seu blog!
    Eu trabalho no CRAS de Gonçalves – MG. É muito novo o CRAS aqui na cidade e estamos montando uma lista de brinquedos e jogos para o trabalho do psicólogo mesmo…e como sou um pouco crua, gostaria de sugestões que tipo de jogos ou brinquedos podemos comprar para o CRAS. Ficarei muito feliz com seu retorno paty23_11@yahoo.com.br

    Curtir

    1. Oi Patrícia! obrigada.
      Patrícia eu não consigo ajudá-la somente com essas suas informações. Eu precisava saber que tipo de grupo que é, é SCFV, e PAIF e quais os objetivos do uso dos brinquedos, jogos? pergunto isso porque vocÊ menciona que será para o trabalho do psicólogo. Não seria material socioeducativo que poderia ser utilizado pelos profissionais que desenvolvem as atividades com crianças? sua pergunta é boa porque me deu a ideia de montar uma lista com brinquedos e jogos interessantes para grupos com crianças! quando tiver pronta posto no blog, ok? obrigada pela sua participação e espero você de volta para continuarmos a discussão!
      um abraço

      Curtir

      1. bom dia ! também quero esta lista… trabalho com
        brinquedos de memoria,quebra-cabeça(variados) pedagógicos etc. mas
        gosto de usar a imaginação das crianças com desenhos livres,
        família…. uso muito fantasia,historia, argília,mesa de
        areia,rabiscos.depende de cada grupo de crianças.

        Curtir

  24. OI Rozana, estou iniciando meu trabalho de psicóloga no CRAS
    e tenho algumas dúvidas quanto ao registro das atividades desenvolvidas, quando acompanho uma visita domiciliar por exemplo, como deve ser o meu registro?
    fico grata se puder me orientar
    obrigada
    Flávia Maria Araújo

    Curtir

    1. Olá Flávia! boa sorte no novo trabalho!
      Veja o modelo que utilizamos aqui ( ficou desconfigurado, não tem como encaminhar por e-mail, você entrou no modo anônimo)

      RELATÓRIO DE VISITA DOMICILIAR

      Nome da Família___________________________________________nº Cadastro ________
      Data: _____/______/_______
      Visita Nº_______
      Endereço:__________________________________________________________________

      Objetivo da Visita:
      _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

      Situação Detectada: ____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
      _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
      ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

      Providências/Encaminhamentos:
      ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
      Observações:
      ____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

      _____________________________ _____________________________
      Técnico do CRAS Técnico do CRAS

      Curtir

  25. Olá sou Psicóloga em Porto Alegre e trabalho na alta complexidade, no acolhimento infantil na modalidade de Casa Lar. Estamos buscando espaço de trabalho, pois as vezes ficamos a sombra do serviço social e sentimos falta de um entendimento do proprio CRP no funcionamento e na necessidade do trabalho do psicólogo nos abrigos. Você pode me auxiliar ou me ‘dar uma luz’ em relação ao trabalho?

    Curtir

    1. Hiasmim, obrigada pela participação.
      Você já teve acesso ao documento: ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA OS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES? se não, com certeza ele será um norte fundamental para você entender o funcionamento e os objetivos da Casa Lar. Se sim, releia o Capítulo 4. Parâmetros de Funcionamento/4.2. Casa-Lar
      onde há um item sobre RECURSOS HUMANOS e no quadro há uma descrição das atividades a serem desenvolvidas pela equipe técnica: Assistente social – psicólogo, para que você se aproprie da importância de sua atuação neste serviço, o que ajudará muito para a equipe entender que este espaço não é apenas do profissional de X ou Y.

      Neste serviço, os casos são repletos de conflitos, de descoberta de ações imprevisíveis e violentas realizadas pelo ser humano, pela família, pela sociedade, pelo Estado. Onde, com certeza a psicologia tem com o que contribuir e fazer a diferença na vida de sujeitos que têm numa/através instituição a chance de se sustentar diante da experiência de um desamparo extremo, (se assim o for, para as crianças que vivenciam situações de extrema violação de direitos).

      Portanto, o profissional de psicologia, além das atividades elencadas no documento deverá contribuir para um sistema de proteção social além do acolhimento das crianças e dos procedimentos básicos: contato/reuniões como a rede de serviços socioassistenciais e setoriais, Sistema de Garantia de Direitos, (defensoria pública, Conselho Tutelar, Ministério Público e outros) deverá trabalhar para reversão de preconceitos, estigmas, violação institucional (sim, muitas vezes o Estado e alguns órgãos de atuação direta nestes casos, tentam sanar uma violação de direito, realizando outra) – muitas vezes por falta de conhecimento e de uma atuação ainda pautada em equívocos e valores distorcidos a respeito de família. Um exemplo mais comum é a violação dos direitos civis/sociais da família da criança, ao realizar intervenções sem escutar, analisar e contextualizar cada caso e muito menos dando espaço de fala.

      Acho que escrevi muito… e não ajudei, mas de qualquer forma, obrigada pela questão e espero que você nos diga mais sobre o seu trabalho para que possamos continuar dialogando.
      Um abraço

      Curtir

  26. Olá, estou iniciando meu trabalho como psicóloga no CRAS e … acredito que não sou a única a ter dúvidas quanto ao papel do Psicólogo nos Centros de Referência… Já dei uma olhada e baixei todas as orientações sobre o CRAS. Estou lendo e me interagindo com o assunto, porém gostaria de alguns exemplos/modelos de trabalhos, oficinas e projetos que possa trabalhar com meus usuários. Meu e-mail: etisgarcia@hotmail.com

    Seu blog está me ajudando muito a entender minha real função dentro da Assistência Social.

    Aguardo resposta!
    Abraços!

    Curtir

    1. Obrigada Etiene! bem-vinda! fico feliz por você conseguir algum suporte no blog! quanto as sugestões de trabalho fica difícil por que não sei quais são os grupos, contexto de seu Cras. Como você falou em exemplo, aqui no blog tem o projeto RET: Recolher e Transformar e o trabalho com idosos. Dê uma olhada na aba superior “perguntas frequentes”
      um abraço e vamos nos falando…

      Curtir

  27. boa noite!estou atuando no CRAS como pedagoga faz 3 meses e ja estou com grupos de crianças de 06 a 10 anos,e confesso que as vezes não tenho ideias para planejar,gostaria que me ajudasse com dicas e principalmente tudo sobre o que é ser pedagogo social?obrigada aguardo no meu imail. celia-maciel@hotmail.com

    Curtir

  28. Olá, parabéns pelo blog! Vc conhece algum livro ou cartilha sobre atividades de grupo de convivência (ou socioeducativos) para crianças ?

    Curtir

      1. RoZana parabens pelo seu trabalho…Eu atuo em um CRAS na Bahia e gostaria de sugestão de atividades realizada com Crianças e grupo de familia. Esse materia encaminhado para Lílian, favor envia tambem para meu email gleycefarias@yahoo.com.br…Desde já agradeço..Abraços

        Curtir

          1. Bom dia! Rozana desculpe mas não recebi, voce pode encaminhar? Parabens pelo trabalho, fico sempre acompanhando o blog, pois me esclarece muitas coisas, bjs e obrigada.

            Curtir

  29. Olá Rozana, gostei muito do blog!
    Sou psicólogo do cras de um municipio no Pará, entrei sem experiencia na area e estou cheio de dúvidas sobre como iniciar o trabalho aqui, pois o cras até então não possuia um psicólogo. Li todos os materias sobre SUAS, CRAS, etc, mas na prática estou tendo dificuldade em questoes sobre como elaborar o instrumental a ser usado aqui, o atendimento, etc. Espero poder contar com sua ajuda nesse momento inicial de minha carreira.
    Abraços!

    Curtir

      1. ola Rosana, bom dia! sou psicologa do cras, estou iniciando meu trabalho hoje, o meu objetivo e desenvolver projetos a serem trabalhados com criaças, adolescentes e idosos, visitar domicialiar, gostaria que me enviasse se possivel alguns projetos q vc tem feito, ou me passar referencia, desde de ja fico grata, Luzia…

        Curtir

  30. Rosana, por favor reponda-me este questionário, pois estou fazendo uma pesquisa a pedido do meu professor de Serviço Social.
    * Como era o campo de trabalho quando vc inicou a carreira;
    *Como esta o campo de trabalho atualmente;
    *Quais mudanças aconteçeram;
    *Quais as ligações desta mudanças com as questões sociais vividas.

    Curtir

  31. Boa tarde,
    Moro em Belo Horizonte e sou Psicologa. Tenho muita vontade de entrar para o serviço social, mas não sei qual o caminho a percorrer. Alguém poderia me ajudar? Como faço para entrar para o CRAS ou algum outro serviço social municipal, estadual?

    Desde já agradeço

    Andréia

    Curtir

    1. Oi Andréia, sugiro que você esteja atenta a Editais de Concursos e Processos Seletivos em BH e Região – às vezes os Editais não são especificos para a área Assistência Social, por isso vale atentar para editais municipais em geral. Mas já vale conferir como se organiza a politica de assistencia social no seu Estado e Municipio: Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social – SEDESE – http://www.social.mg.gov.br/ e PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE – http://www.pbh.gov.br/
      Um Abraço

      Curtir

  32. Rozana, trabalhei como psicólogo do CRAS por 2 anos e recentemente estou na equipe Volante do CRAS. Li todas as orientações do MDS sobre a Equipe volante, entendi como se estrutura, mais como podemos fazer para que sas pessoas saibam que vamos estar em determinada comunidade? como vamos avisar a aquela comunidade da zona rural que estaremos lá? aqui em Lagoa Formosa/MG estamos começando a estruturar o trabalho. Ah, parabéns pelo blog, eu sempre estou lendo e utilizando as informações.. Obrigadooo!!!! Charles Magalhães

    Curtir

    1. Oi Charles! bem-vindo.
      No primeiro momento, penso que o trabalho de referenciamento será aos poucos, em visita domiciliar mesmo, pode fazer busca ativa nas escolas – cartaz – panfleto, etc – tem uma Unidade Básica de Saúde mais próxima deste local? pois seria estratégia fazer visita juntamente com os ACS. Outro ponto seria ir na (s) igreja (s).
      Vai nos contando as estratégias utilizadas por vocês e desde um excelente trabalho a todos ai do CRAS de Lagoa Formosa!

      Curtir

    1. Oi Jorge! o que tenho é o material do MDS, e gostaria de aproveitar para pedir aos colegas que deixem aqui os materiais que conhecem e/ou relatem as experiencias com o CRAS volante.
      Vou deixar o link:
      O que são as Equipes Volantes do CRAS? http://www.mds.gov.br/falemds/perguntas-frequentes/assistencia-social/psb-protecao-especial-basica/servicos-e-acoes-executadas-por-equipe-volante/servicos-executados-por-equipe-volante/?searchterm=equipe%20volante

      e Resumo da Caracterização da Equipe volante:
      http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/protecaobasica/resumo-caracterizacao-equipe-volante-alteracoes-cit-pos-pactuacao-cnas.pdf/at_download/file

      Curtir

  33. Olá Rosana,
    Bom gostaria de aproveitar a oportunidade e te parabenizar pelo blog!
    Eu trabalho no CRAS de Fortaleza (MG), e queria saber se vc tem algum modelo de encaminhamento, pois estou precisando de encaminhar algumas pessoas para terapia…
    Obrigada e aguardo sua resposta!
    Stephanie

    Curtir

  34. Olá Rozana! Gostei do espaço para troca de informações! Acho a formação do profissional Psi ainda muito engessada no modelo clínico que quando nos vemos diante desse desafio nem sabemos o que fazer. POderia enviar-meo o projeto RET? Grata.

    Curtir

  35. Parabéns por este blog que tem ajudado muito as pessoas.
    Desejo receber cópias dos modelos de projetos desenvolvidos para as ações socio educativas.

    Curtir

  36. Boa noite Rozana, tudo bem?
    Sou psicóloga, trabalho num CRAS e como entrou um estagiário de Psicologia no local em que trabalho, pela primeira vez irei supervisionar alguém.
    Estou com dúvidas quanto à presença e participação deste estagiário nos atendimentos/orientações individuais, algo que ele disse desejar muito. Tenho conversado bastante com ele sobre a ética do psicólogo, o sigilo das informações, a função de um psicólogo no CRAS e sobre outras questões importantes referentes à nossa atuação, contudo, quanto a isso não sei como me posicionar.
    Se possível, gostaria de receber algumas orientações, pois sinto-me confusa quanto às reais funções do estagiário.
    Grata!

    Curtir

    1. Oi Mariana!
      As funções do estagiário de psicologia no CRAS vai depender do período de estágio, se é Básico ou específico/profissionalizante como alguns dizem. O básico, bem resumidamente, tem a característica de observação, ou seja não há intervenção, já no Estágio Supervisionado Específico, o qual terá (especificações de acordo com o período de curso) é onde se propõe projetos, intervenções…
      Bom, é esta informação que tenho, aqui onde atuo nao tem faculdade de psicologia, assim eu não tenho experiencia na prática, seria interessante você trocar informações com a professora – supervisora de estágio do estagiária.
      um abraço e bom trabalho!

      Curtir

  37. ola,meu nome e michelle maia sou psicologa e trabalho em cras ha 5 anos,assim como outros psicologos que relataram que entraram no cras “nu e cru”,eu tambem comecei sem saber qual a real funcao do psicologo,hoje ainda tenho algumas duvidas em relacao a determinados trabalhos desenvolvidos por nos nos cras,porem estou para compartilhar experiencias,vivencias,deixo meu email para poder colaborar com nosso desempenho nos cras.
    michamaiapsi@hotmail.com

    Curtir

  38. Oi Rosana, sabemos que não será fácil, justamente por conta da dinamização, mas iremos dar continuidade a um grupo que já existe, e iremos formar outro. O objetivo da gente é viabilizar informações sobre prevenção, e queremos oferecer um espaço de diversão e lazer… Mas estamos fazendo o possível para cumprirmos com os objetivos proposto pelo CRAS Volante.

    Curtir

  39. Olá Rozana…adorei seu blog.. agora fico atenta nas novidades postadas. Tenho uma questão que pra mim é super complicada e queria saber se vc já passou por situaçao parecida, ou tem visto nos CRAS aí do Brasil isso acontecer também. A gestora do SUAS no município é cargo comissionado, ou seja, a pessoa nao entende da área e sua ambição é meramente política. Tudo gira em torno da política barata. Temos a faca e o queijo na mao pra trabalhar muito bacana, mas isso torna o trabalho bem feito impossível, resta esperar 4 anos pra ver se quem vem é melhor interessa na política do SUAS.
    Sucesso!!

    Curtir

    1. Esperar 4 anos? é fato que nem sempre a gestão e execução dos trabalhos andam juntos como deveriam, contudo há protocolos, diretrizes a serem cumpridas… política de assitencia social não é partidária, é politica de Estado. E vale estratégias para romper com isso, sempre há uma maneira de ir quebrando as questões “instituídas”.

      Curtir

  40. Gostaria de receber informações atuais sobre o pl 3338/08 das 30 horas do psicólogo.
    agradeço atenciosamente.

    Curtir

  41. Olá Rozana,com Z!
    Estou super feliz e orgulhosa de ver seu blog bombando.Voce merece colher o que semeou com garra, sacrificio e determinação.
    Continue assim, que irá fazer a diferença.
    Beijos.Saudades de voce.

    erika.

    Curtir

  42. Olá…meu nome é Marilda, sou Assistente Social e achei seu blog super interessante. Vou repassá-lo as psicólogas que trabalham conosco..Parabéns..Sucesso!!

    Curtir

  43. Olá Rosa, adorei seu blog, parabéns.
    Estou trabalhando no CRAS Volante, está sendo uma experiência desafiante, e ao mesmo tempo prazerosa. É uma pena que não vi nada referente ao CRAS na graduação, mas a gente tem que correr atrás.
    Irei formar o grupo de idosos, e gostaria de saber se você poderia me mandar seu projeto.
    Meu email: monica_ipb@hotmail.com

    Aguardo uma resposta! Abraço!

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: