Cinquenta e um leitores do Blog responderam a pergunta Qual a importância da psicologia para o SUAS”? mas como a mesma foi elaborada para o Concurso Cultural “Sou Psicóloga (o) e atuo no SUAS’’, promovido pelo Blog em parceria com a Editora Vozes, só pudemos escolher as cinco melhores. Muitas colocações pertinentes foram feitas, a maioria não respondendo diretamente esta pergunta, mas refletindo sobre as atividades deste profissional no SUAS. Assim, disponibilizamos as ideias das ganhadoras do concurso e esperamos colaborar com a reflexão acerca do fortalecimento da psicologia no SUAS. Aos demais participantes, manifestamos nossos agradecimentos e compartilhamos nossa alegria em poder contar sempre com a participação de todos aqui no Blog. Caso alguém queira algum retorno por E-mail, favor enviar mensagem para psicologianosuas@gmail.com, e como sempre, estou à disposição para troca de ideias e reflexões.

Quer saber como foi este concurso? acesse: http://wp.me/pPtLP-wX – link do Resultado: http://wp.me/pPtLP-yR

Veja o que pensam as psicólogas Amanda Barquete, Jeane Carvalho, Jéssica de Souza, Juliana Gimenez e Paula Butture sobre a importância da psicologia para o SUAS. Esperamos que estes textos sejam incentivadores para continuarmos conversando sobre isso e ressalto, o concurso acabou, mas as discussões e trocas de ideias e reflexões precisam continuar, aqui e nos espaços de trabalho de cada um de nós.

Vamos à leitura,

foto-1 rozana Fonseca

 AMANDA CRISTINA BARQUETTE, CRP-04/38804, São Vicente de Minas – MG: A Psicologia se faz importante no SUAS ao trabalhar com a subjetividade, o que significa que, através da humanização do atendimento e um trabalho direcionado para a emancipação do sujeito, os fenômenos sociais podem ser compreendidos em seus aspectos subjetivos e, com o trabalho focado nas potencialidades e comprometido com a transformação social, a psicologia contribui para o protagonismo da população no enfrentamento de processos de exclusão social, por meio da produção de autonomia, cidadania e conscientização (consciência para ação) de direitos.

JEANE LUCIENE DOS REIS BARBOSA DE CARVALHO, CRP nº 06.6559-5, Presidente Prudente  – SP: Chegamos no SUAS para transformar o social e sermos transformado por ele, somos a profissão do prevenir, cuidar e manter a saúde nas relações sociais, atuando em parceria com outras profissões poderemos fazer uma nova história social.

JESSICA FRANCIELE OLIVEIRA DE SOUZA, CRP08/18830 Tuneiras do Oeste – Paraná: A Psicologia é para o SUAS o que o SUAS é para a Psicologia, é a possibilidade de novos olhares, de novas práticas, de novos saberes. É a possibilidade de um olhar mais humanizado em relação às leis, aos direitos e deveres do cidadão e da sociedade. É a possibilidade de ver o ser humano em sua totalidade, lutar para que este sujeito seja respeitado e tenha seus direitos garantidos. É a possibilidade de lutar dia após dia por uma sociedade mais justa para aqueles nem mesmo conhecemos e que por vezes também não sabem quem somos. A PSICOLOGIA É PARA O SUAS UM INFINITO LEQUE DE POSSIBILIDADES.

JULIANA CUNHA DE CASTRO GIMENEZ, CRP – 03/10337, Muritiba – BA: Por entender que somos constituídos enquanto sujeitos a partir das relações sociais que estabelecemos e das condições históricas na qual vivemos, a atuação da psicologia no SUAS retira o homem de um lugar de assujeitamento e o empodera, fazendo-o enxergar a si mesmo com um sujeito autônomo e co-autor de sua história. O trabalho da psicologia dentro do SUAS contribui para a execução de uma política de assistência social mais humana, que busca o fortalecimento dos vínculos sociais e que considera a subjetividade dos sujeitos.

 PAULA BUTTURE, CRP08/12879, Curitiba-PR: O SUAS é importante para a Psicologia – eu colocaria desta forma. E nesta relação as duas matérias se complementam e incrementam. Para a Psicologia, o SUAS é a possibilidade de resgate da ciência e do recriar da profissão em diferentes contextos. Para o SUAS, a Psicologia traz a possibilidade de resgatar o sujeito da história – não mais passivo, não mais vítima. Na escuta o sujeito se torna protagonista. É esta acumulação de democracia que a gente veio construir.

Parabéns e esperamos que vocês possam continuar firmando a psicologia no SUAS e colaborando para a implementação e consolidação desta política pública Brasil à fora! em breve vocês receberão o livro da Editora Vozes e tomara que o mesmo possa contribuir com os estudos e atuação de cada uma de vocês.

Um abraço!
Rozana Fonseca –facebook.com/PsicologianoSUAS
Anúncios