Prezados leitores,

Este post é resultado de uma provocação para coleta de conteúdo para uma possível  produção de vídeos, como precisei adiar este projeto, achei por bem responder aos meus colegas que contribuíram com perguntas na nossa Fan Page.

Hoje respondo ao meu conterrâneo, Jardel Maximiliano, o qual perguntou o seguinte: Que características o profissional de Psicologia precisa ter para ter uma boa atuação no SUAS? e a segunda: Qual o maior desafio do Psicólogo que Atua no SUAS em sua Opinião?

Vamos lá, e espero que vocês continuem este post, deixando a contribuição de cada um!

1) Que características o profissional de Psicologia precisa ter para ter uma boa atuação no SUAS?

 Implicante, no sentido mais belo desta palavra, se sentir parte de algo e se responsabilizar por ele, portanto esse profissional não pode ser passivo, alheios aos acontecimentos históricos, sociais e econômicos de nossa época e muito menos da época de nossos pais e avós. Porque a leitura crítica acerca destes contextos nos permitirá traçar um olhar sob diversos ângulos às famílias e sujeitos que a compõem. Eis aqui, uma brilhante característica profissional, ser capaz de ver além do aparente, se permitir abrir as lentes para ver o que a sociedade e o Estado não querem revelar, ou se revelaram, o fez apenas por uma via pouco acessível, ou pior, por uma via revestida de engodo, e aí está nossa astúcia, se desdobrar e ter coragem de procurar qual é a lente que reflete a verdade da família, de seus membros e do território onde eles estão inseridos.

Qual o maior desafio do Psicólogo que Atua no SUAS em sua Opinião?

 O primeiro desafio é este profissional se implicar por este trabalho, ou seja, se responsabilizar, porque ao aceitar uma vaga, um cargo, onde ele é chamado para responder a um contexto cheio de “ciladas” e contradições, ele precisa ter postura frente a realidade que o cerca, e que muitas vezes, ele não a conhece nem através dos livros. Qual o desafio? Ler, estudar e praticar. Ler sobre avaliação psicológica? transtornos mentais? como fazer anamnese? Depressão? NÃO, isso ele já fez. Se propôs a atuar no SUAS, ele precisa se permitir para o saber construído e a ser construído acerca da relação do homem com os aspectos sociais, econômicos, ambientais e históricos, e questionar: a partir de quais argumentos e conceitos pensamos, agimos e propomos ações para as famílias?

O caminho para isso é um desafio, pois se a atuação no SUAS precisa ser uma prática embalada pela pesquisa, é necessário dar lugar e relevância à ela. Sim! e se fizermos isso, continuaremos a ser psicólogos e seremos muito melhores!

Jardel Maximiliano, Muito obrigada pelas perguntas!

Um abraço!

 

Anúncios